Variações da crise: Ricardo Coutinho fica com o partido, João Azevêdo com o governo?

 Não há como negar que o ex-governador Ricardo Coutinho, que não desencarnou da cadeira de mandatário, foi rápido no gatilho e juntou assinaturas necessárias para dissolver o atual diretório regional do PSB na Paraíba, atingindo de chofre o então presidente Edvaldo Rosas e, por tabela, o governador João Azevêdo.

A crise está instalada nas hostes socialistas. Mais do que isso, escancarada, já que expoentes da legenda buscam os holofotes para anunciar se estão com João ou com Ricardo – os dois artífices da vitória ao governo em primeiro turno no ano passado. Alega-se que é o confronto da caneta contra os votos – ou seja, Azevêdo simbolizaria o poder efêmero, que nomeia e demite, dentro do governo, não no partido, enquanto Ricardo acumularia as honras devidas à sua condição de líder maior, de estrategista que nocauteou Cássio Cunha Lima, José Maranhão e Luciano Cartaxo. “É pouco, ou querem mais?”, indagam os ricardistas ortodoxos, sem disfarçar o tom desafiador, beligerante até.

Aliás, se há algo indisfarçável é o clima de animosidade que em pouco tempo passou a reinar entre Ricardo e João, aparentemente estimulado por pescadores de águas turvas, por socialistas de carteirinha (ou seriam ricardistas?), que se julgam desprestigiados e sem espaço no governo de Azevêdo.

Não sejamos ingênuos a ponto de achar que não há interesses pessoais em jogo. Há, e muitos, a começar da ambição do próprio Ricardo Coutinho não de voltar a ser prefeito de João Pessoa mas de retomar o governo do Estado lá na frente, confinando João a um mandato só, que pareceria emprestado, já que RC é imantado como o grande “comandante” da vitória no primeiro turno, em outubro de 2018. No reverso da medalha, Azevêdo quer as alvíssaras por ter disputado uma eleição renhida e ter saído vitorioso. Ou será que seu perfil não contribuiu em nada para a própria eleição? São insondáveis os terrenos e os humores da política, hein?

O que surpreende os meios políticos em geral, e desnorteia os adversários dos socialistas, em particular, é a forma fulminante com que tudo está acontecendo. Tudo bem que já no começo do governo Azevêdo houve ruídos e olhares enviesados de ricardistas por causa de medidas profiláticas tomadas como desdobramento da Operação Calvário.

A debandada teria começado aí, com exonerações de secretários remanescentes da Era Ricardo, a pedido ou sem pedido dos ditos cujos. Para os aliados de Azevêdo ficou claro que ele preocupou-se em preservar a governabilidade e, ao mesmo tempo, em poupar até certo limite a gestão do antecessor e suposto guru político Ricardo Coutinho. Mas, dizem, a fogueira de vaidades é maior do que se imagina. Combinada com interesses pessoais que urgem solução, a fogueira só faz se alastrar. Não é á toa que se indaga, em tom pérfido, se o teatro Pedra do Reino seria o Campestre de Azevêdo. Para quem não manja arqueologia, é uma comparação com o desaguisado entre Ronaldo Cunha Lima e José Maranhão em 98 no Clube Campestre em Campina Grande, quando o poeta, dedo em riste e microfone a pleno vapor, duvidou da capacidade de Maranhão governar e insinuou que a cadeira do Palácio lhe fosse devolvida.

Naquela crise que acometeu e rachou o então PMDB inexoravelmente, Ronaldo e agregados políticos ficaram encurralados, de tal sorte que perderam o controle do partido em convenções que ungiram o engenheiro Haroldo Lucena presidente do diretório regional, batendo o próprio Ronaldo Cunha Lima. “Não acredito que derrotei Ronaldo”, chegou a dizer Haroldo, na época, talvez lembrando que no seu currículo havia derrota até em eleição para síndico de prédio, conforme a versão não menos pérfida dos seus inimigos.

Ronaldo e sua trupe bateram em retirada, aninhando-se no PSDB. Maranhão virou dono de um partido que cada vez mais definha e é candidato indiscutível a ser o último a apagar a luz de uma agremiação que já foi gloriosa, quer nos domínios tabajaras, quer no plano nacional.

Na crise atual no arraial socialista, que é o que interessa e que rende manchetes, Coutinho aparentemente ganhou o primeiro round, assegurando para si o controle do partido, que lá atrás ele já tomara de Nadja Palitot, como recapitulamos em artigo anterior. A opção da cúpula nacional por Ricardo e não por Azevêdo parece visível em face da destituição da atual direção, que, por mais que se tente colocar panos mornos, equivaleu a um ato de força, a uma intervenção que o pernambucano Carlos Siqueira recusa admitir, cioso da sua própria semântica aplicada a instantes de crise.

Há quem suspeite que Azevêdo, antevendo dias tenebrosos, já estaria cogitando migrar para outra sigla – e ofertas não lhe faltam. Se isto acontecesse, o caso Campestre de 98 no PMDB se repetiria de modo inverso, com o governador batendo em retirada e o “ex” ficando com os despojos da legenda.

Uma coisa é certa: o clima é propício, demais até, a uma variedade de análises, explicações, interpretações. Já há quem diga que tudo não passa de uma cortina de fumaça para desviar o debate das próximas etapas da Operação Calvário. Nenhuma pista pode ser descartada nessas horas. Os socialistas “históricos” apenas lamentam o calvário a que a legenda está se expondo, justo quando cresceu e ampliou os espaços de poder no Estado. Esperemos os próximos capítulos.

Leia mais notícias no  portal www.1001noticias.com.br 

 

http://www.1001noticiasfm.com/  http://www.1001noticias.com.br/blog/

 

http://www.tv1001noticias.com.br/  no Youtube e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos.

 

Você também pode enviar informações à Redação do Portal 1001 Noticias pelo WhatsApp (83) 9 88 66 - 50 11. 

                           

Instagram - https://www.instagram.com/portal1001noticias/

 

 

 

Da Redação com Roberto Noticia  - DRT 4511/88  e  Nonato Guedes

 

 

RESPOSTA É NÃO - Vereadora Elíza Virgínia diz que jamais tira licença para o suplente Marmuthe assumir vaga na Câmara de João Pessoa

 EXCLUSIVO -  Em entrevista ao repórter Joan do Valentina hoje pela manhã na Câmara de João Pessoa a vereadora Eliza Virgínia (PSDB) acabou de vez com as especulações que poderia tirar uma licença para o suplente de vereador Marmuthe Cavalcanti poder retornar a Câmara da Capital.

Indagada pelo repórter Joan do Valentina do Portal 1001 Notícias se a mesma iria tirar uma licença para o suplente assumir. Eliza Virgínia (PSDB) foi taxativa em dizer um sonoro não. “Jamais faria isso, mesmo que tivesse doente, esse suplente já mais tem qual quer respeito com as pessoas, ele não foi muito cortês da parte dele ao entrar com aquela ação e foi uma derrota feia do mesmo”, disse a vereadora Eliza Virgínia.

Essa semana é o segundo vereador que diz não ao suplente na busca de ter seu retorno a Câmara Municipal de João Pessoa. A primeira foi o vereador Professor Gabriel do PSD, que recebeu o suplente Marmuthe e o líder do governo Fernando Milanez Filho que foram pedir para Gabriel tirar uma licença e teve como resposta um não.

ENTENDA O CASO -  ELÍZA  X MARMUTHE

Apesar de beneficiado por oitos meses com o mandato na Câmara Municipal de João Pessoa, após a vereadora Eliza Virgínia (PP) assumir uma vaga na Assembleia Legislativa, o suplente de vereador, Marmuthe Cavalcanti (PSD), entrou com ação no Tribunal Regional Eleitoral, para tomar o mandato da parlamentar.

Na ação, assinada pelo procurador do Trabalho, Eduardo Varandas, Marmuthe alega que houve infidelidade partidária de Eliza ao trocar o PSDB pelo PP, durante a janela partidária. Prestes a assumir a vaga da deputada Daniela Ribeiro (PP) na Assembleia Legislativa, ao saber da ação, Eliza suspendeu a posse.

Leia mais notícias no  portal www.1001noticias.com.br 

http://www.1001noticiasfm.com/  http://www.1001noticias.com.br/blog/

http://www.tv1001noticias.com.br/  no Youtube e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos.

Você também pode enviar informações à Redação do Portal 1001 Noticias pelo WhatsApp (83) 9 88 66 - 50 11.                            

Instagram - https://www.instagram.com/portal1001noticias/ 

Roberto Noticia  - DRT 4511/88

Texto produzido pelo jornalista Márcio Guedes sobre Bolsonaro

 “Durante um bocado de tempo a mídia tolerava com humor e simpatia as brincadeiras grosseiras de Lula sobre mulheres de grelo duro, viados de Pelotas e até piadas de gosto duvidoso sobre nordestinos. Mas agora, como é preciso destruir de toda forma a imagem de Bolsonaro, tudo é usado, aumentado e manipulado contra ele.


Naquela época o Brasil era assaltado em suas mais sagradas instituições mas não importava.

Agora, quando ninguém está roubando nada – e mal ou bem tentando limpar um país apodrecido – a mídia desonesta e parcial faz um trabalho sujo porque é contra o corte de privilégios e se apega a uma ideologia de confronto entre diferentes que na verdade são iguais.

Leva a ideologia de gênero ao limite do absurdo e joga pedras sem parar.

É patético, uma paródia da vida real onde o juiz que pela primeira vez na história prende gente graúda é atacado como uma pessoa sem ética.

A elite brasileira vomita as suas próprias podridões e ao seu jeito quer virar a mesa.

A empresa Globo comanda a farsa, e os seus redatores, colunistas, chargistas e quadrinistas só têm uma idéia fixa na cabeça: destruir um governo de pouco mais de seis meses culpado por tudo e responsável pela perda do paraíso anterior.

Até uma figura lamentável como Flavio Dino governador do partido comunista do Brasil no estado de pior IDH do país serve como porta voz da insanidade.

Uma loucura programada com uma agenda perigosa e calhorda que o país não vai engolir.”

Leia mais notícias no  portal www.1001noticias.com.br 

 

http://www.1001noticiasfm.com/  http://www.1001noticias.com.br/blog/

 

http://www.tv1001noticias.com.br/  no Youtube e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos.

 

Você também pode enviar informações à Redação do Portal 1001 Noticias pelo WhatsApp (83) 9 88 66 - 50 11. 

                           

Instagram - https://www.instagram.com/portal1001noticias/

 

 

Da Redação com Roberto Noticia  - DRT 4511/88 e


MÁRCIO GUEDES – JORNALISTA

Finalmente o que os filhos herdam dos seus pais?

Parece que quando um novo ser vem ao mundo tem o destino de ser melhor que seus pais geneticamente e talvez seja assim. A evolução humana tem que melhorar pouco a pouco da mesma forma que todas as espécies de seres vivos do nosso planeta. Uma criança herda a metade do seu DNA de cada um dos seus pais, por isso cada um dos pais passa a metade do seu DNA a cada filho que tem.

Isso é possível graças à fertilização sexual que combina o DNA do pai e da mãe (o espermatozoide e o óvulo contêm somente a metade da informação genética de cada progenitor). Por este motivo existem famílias que mantêm certa identidade genética, mas também é possível que uma criança seja geneticamente diferente dos seus pais, dos seus avós ou dos seus irmãos. Somente os gêmeos idênticos terão exatamente o mesmo DNA, mas a personalidade e a forma de ser nunca será idêntica. 

Para entender essa genética é necessário que possamos analisar as origens do pai e mão ou seja dos seus avós.

Alguns traços herdados se transmitem somente através da mãe ou através do pai. Outros se transmitem dependendo de quais traços sejam mais fortes nos pais como os traços dominantes ou simplesmente algo que seja mais frequente dentro da família. Inclusive o DNA pode determinar transtornos genéticos. Mas, no DNA se podem herdar outras muitas coisas que vale a pena mencionar. 

A personalidade também se herda? 

Alguma vez você já se viu refletido na ‘cabeça dura’ do seu filho? Já viu como o seu filho fala com os mesmos gestos que você? Alguns traços da personalidade parecem ter uma base genética, mas vários genes são os que contribuem com isso, e isso não é a única coisa que colabora nisso. O meio em que a criança vive tem muito a ver com a personalidade. A genética é a que predispõe uma pessoa ser de uma forma ou de outra, mas o meio é o que realmente ajudará com que uma pessoa seja realmente de um jeito e não de outro. 

Se o seu filho tem tendência genética com certos traços da personalidade, elas poderiam se desenvolver somente se as condições do meio juntamente com os genes fizerem com que se produza dessa maneira. Por exemplo, se o seu filho tem tendência à depressão ou ao gênio ruim e vive em um lar cheio de tensões e de tristeza, o mais provável é que tenha uma forma de ser onde a depressão e a tristeza predominem. Por outro lado, se o essa criança vive em um meio onde o otimismo lhe faz ter confiança em si mesma, então sua personalidade poderá se desenvolver por outros caminhos menos tristes. 

Uma criança poderá ser o que vê em casa, e o exemplo que os pais tenham em casa será o que realmente marque se o comportamento e o seu estilo de vida, ainda que tenha tendência a ser de uma forma ou de outra.

Com certeza absoluta, cheguei a conclusão que os filhos são a realidade de convivência maior que a prova dos 50% do DNA do pai ou da mãe. Digo isso baseado na experiência de vida não comprovado cientificamente, mas pelo convívio diário, que convivência seja ela de perto ou longe pelas atitudes.

Existem muitos ângulos a serem analisados, mas um faz crê que o convício com quem não tem caráter e muito menos consistência no que faz, contamina os filhos também. Não é julgamento apenas realidade do dia-a-dia. Muitos dizem que o ser humano é produto do seu convívio, fica a possibilidade de ser verdade já que herdam 50% do casal.

Vida que segue, sem comprovação ou não o que os filhos herdam dos seus pais?

Roberto Notícia

Jornalista

 

Em resposta ao TCE, Ministério da Justiça diz que Cruz Vermelha não pode funcionar como Organização Social

 O Ministério da Justiça e Segurança Pública informou ao Tribunal de Contas da Paraíba (TCE-PB) que a Cruz Vermelha, que foi responsável pela gestão do Hospital de Emergência e Trauma senador Humberto Lucena, não tem qualificação para funcionar como Organização Social. 

A informação foi enviada ao TCE, no último dia 25 de junho, depois que a corte encaminhou ao ministro Sérgio Moro um relatório apontando irregularidades em contratos firmados na Paraíba. A informação foi confirmada pela assessoria do tribunal.

Calvário em Brasília: Sérgio Moro já tem em mãos relatórios com irregularidades praticadas pela Cruz Vermelha na Paraíba

O ofício foi enviado ao TCE como resposta a um relatório enviado pela corte ao Ministério da Justiça no mês de abril. Na resposta devolvida aos conselheiros, além de informar a incapacidade da Cruz Vermelha de funcionar como organização social, o ministério se coloca à disposição para outros esclarecimentos e providencias cabíveis. O conselheiro Nominando Diniz Filho, relator de vários processos de organizações sociais que recebem recursos na Paraíba, foi o responsável por intermediar a troca de informações com o Ministério da Justiça.

Além do Ministério da Justiça, ainda no primeiro semestre, o TCE encaminhou notificação ao Governo do Estado informando sobre as irregularidades nos contratos firmados com a Secretaria de Estado da Saúde. O TCE apontou prejuízos, quarteirização e ilícitos na ordem de R$ 8,9 milhões. Esses valores são referentes a inúmeras irregularidades levantadas nos contratos firmados pela Cruz Vermelha com empresas locais e de outras regiões do País.

De acordo com a assessoria do TCE, no documento encaminhado aos conselheiros, o Ministério da Justiça coloca-se à disposição para “outros esclarecimentos e providencias”. A reportagem não teve acesso ao documento original do Ministério da Justiça.

Leia mais notícias no  portal www.1001noticias.com.br 

 

http://www.1001noticiasfm.com/  http://www.1001noticias.com.br/blog/

 

http://www.tv1001noticias.com.br/  no Youtube e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos.

 

Você também pode enviar informações à Redação do Portal 1001 Noticias pelo WhatsApp (83) 9 88 66 - 50 11. 

                           

Instagram - https://www.instagram.com/portal1001noticias/

 

Da Redação com Roberto Noticia  - DRT 4511/88

Suplente Marmuthe Cavalcanti deixa a Câmara de João Pessoa e Vereador Luiz Flávio retorna ao mandato

 O vereador Luiz Flávio do PSDB retornou a Câmara Municipal de João Pessoa na última quarta-feira após um período de licença de 121 dias. Agora Marmuthe Cavalcanti do PSD volta a condição de suplente e deixa a Câmara Municipal de João Pessoa.

Agora o bairro do Valentina de Figueiredo passa a ter como seu representante oficial o vereador Professor Gabriel, já que foi um dos mais votados na última legislatura e tem procurado cumprir o seu mandato dedicado a população de João Pessoa. Com seu gabinete sempre aberto para atender a população do Valentina de Figueiredo e demais bairros da Capital paraibana.

O vereador Luiz Flávio tirou a licença de 121 dias atendendo um pedido do deputado federal Ruy Carneiro, para que o suplente Marmuthe Cavalcanti pudesse assumir em seu lugar na Câmara Municipal de João Pessoa.

Sabendo que ia deixar a Câmara de João Pessoa o suplente de vereador Marmuthe Cavalcanti fez de tudo para continuar na Câmara, foi muita “pressão” para que o vereador Professor Gabriel tirasse uma licença para o mesmo permanecer na Câmara da Capital.

Segundo apurou a reportagem o Portal 1001 Notícias o vereador Professor Gabriel não aceitou tirar uma licença de 121 dias devido as lideranças do Valentina de Figueiredo que seguem o vereador ameaçar deixar de apoiar o vereador Professor Gabriel caso o mesmo tirasse a licença para o suplente voltar a Câmara de João Pessoa.

O líder do governo na Câmara de João Pessoa vereador Fernando Milanez foi o encarregado de  pedir ao vereador Professor Gabriel para tirar a tão sonhada licença, e recebeu um não como resposta. Sabe-se que o vereador professor Gabriel fez a seguinte pergunta a Mlanez e ao suplente Marmuthe. Você faria o mesmo se estivesse na Suplência? Podendo perder todos os amigos e lideranças que me apoiam no Valentina de Figueiredo.

Leia mais notícias no  portal www.1001noticias.com.br 

http://www.1001noticiasfm.com/  http://www.1001noticias.com.br/blog/

http://www.tv1001noticias.com.br/  no Youtube e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos.

Você também pode enviar informações à Redação do Portal 1001 Noticias pelo WhatsApp (83) 9 88 66 - 50 11.                           

Instagram - https://www.instagram.com/portal1001noticias/

 Roberto Noticia  - DRT 4511/88

 

RESPEITEM TIÃO LUCENA, SEUS BABACAS! Por Edmilson Lucena

O jornalista Tião Lucena entregou o cargo de secretário executivo da Comunicação do Estado ao governador João Azevedo e alguns idiotas, que fazem oposição na imprensa porque foram contrariados nos seus interesses, começaram a falar baboseiras nas redes sociais numa tentativa de denegrir sua imagem. São uns babacas, viúvas de um ex-governador de triste memória, que perderam as benesses do erário e as gordas verbas que permitiam suas farras homéricas nos diversos bares da cidade. Na cidade de Princesa Isabel, também apareceram uns forasteiros falando bobagens, pobres coitados que se acham líderes, mas costumam se destacar nas sombras dos outros. Não têm voto sequer para se eleger inspetor de quarteirão.

Os da Capital vívem pirungando centavos das prefeituras de João Pessoa e de Campina Grande, bem como de alguns gabinetes de parlamentares da oposição para colocar a caneta e o teclado a serviço do mal. Pobres coitados. Não têm onde cair mortos. São parasitas cujo destino é uma velhice sofredora, pois não tiveram tempo de se preparar, de construir uma atividade sólida e produtiva, um emprego estável, que lhes permitissem uma terceira idade de tranquilidade.

Tião Lucena, ao contrário, é um servidor público graduado, procurador do Estado classe especial, no topo da carreira, com um salário que é sonho de consumo de todos esses idiotas e babacas que hoje tentam minimizar o seu trabalho. Tião prestou e presta relevantes serviços à Paraíba, principalmente como procurador, seu trabalho é reconhecido. Pode bater nos peitos e dizer que tem o sustento da família, com folga, até o fim dos seus dias. Seus críticos, na sua maioria, não podem dizer o mesmo. São viúvas do erário, inconsoláveis, picaretas profissionais.

Vão trabalhar, magote de vagabundos! Vão arrumar, como se diz lá no meu interior, uma lavagem de fatos (estômago e intestinos de bois) em qualquer matadouro. Quanto a Tião Lucena, recomendo que deixe esses babacas, daqui e do interior para lá, viva a sua vida como sempre viveu, voltado para o seu trabalho e sua família, mantendo seus bons amigos e só observando, à distância, essas serpentes de vértebras quebradas se contorcendo de inveja, enforcando-se na própria corda e se inoculando com o próprio veneno. Tenho dito! www.ofuxiqueiro.com.br


Leia mais notícias no  portal www.1001noticias.com.br 

http://www.1001noticiasfm.com/  http://www.1001noticias.com.br/blog/

http://www.tv1001noticias.com.br/  no Youtube e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos.

Você também pode enviar informações à Redação do Portal 1001 Noticias pelo WhatsApp (83) 9 88 66 - 50 11. 

                           

Instagram - https://www.instagram.com/portal1001noticias/

 

Da Redação com Roberto Noticia e Edmilson Lucena 

 

 

Gestão do prefeito Luciano Cartaxo em João Pessoa tem aprovação de quase 70%, aponta pesquisa

 De acordo com a pesquisa do Instituto Opinião, a gestão do prefeito Luciano Cartaxo conta com a aprovação de 68,6% da população de João Pessoa. O número é superior à aprovação do governador João Azevedo, que alcançou apenas 58% na mesma pesquisa.

Os números foram obtidos da pergunta direta: “Na sua opinião, o(a) Sr.(a) aprova ou desaprova a maneira como o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, vem administrando a cidade?” O resultado foi que 68,6% afirmam que aprovam a forma como Luciano vem administrando a Capital. Menos de um quarto dos entrevistados (24,4%) disseram desaprovar a administração pessoense.

O levantamento apresentado pela pesquisa Opinião/Arapuan praticamente confirmam pesquisas realizadas ao longo dos últimos anos, que sempre apontam elevada aprovação da gestão do prefeito Luciano Cartaxo, indicando a consolidação da boa imagem do gestor em suas duas administrações.

Ótima e boa

Um dado que chama a atenção na pesquisa é que, numa outra questão, que avalia administração de forma mais estratificada, 53,1% consideram a gestão do prefeito Luciano Cartaxo ótima ou boa. Se a estes números forem agregados os 26,4% que apontam a administração como regular, a aprovação da gestão do prefeito Luciano Cartaxo atingiria 79,5%.  Apenas 6% consideram a administração ruim e 10,6% avaliam como péssima.

Dados técnicos

A pesquisa Opinião/Arapuan foi aplicada nos últimos dias 14 e 15 de julho, em 40 bairros da Capital. O levantamento foi feito entre moradores com 16 anos ou mais, e a margem de erro máxima estimada é de 3,7%.

 

Leia mais notícias no  portal www.1001noticias.com.br 

http://www.1001noticiasfm.com/  http://www.1001noticias.com.br/blog/

http://www.tv1001noticias.com.br/  no Youtube e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos.

Você também pode enviar informações à Redação do Portal 1001 Noticias pelo WhatsApp (83) 9 88 66 - 50 11. 

                           

Instagram - https://www.instagram.com/portal1001noticias/

 

Da Redação com Roberto Noticia  

 

Bolsonaro diz que filha tem “sangue cabra da peste” e que ama o Nordeste

 O presidente Jair Bolsonaro fez nesta terça-feira (23) um aceno aos nordestinos e pregou união em sua segunda viagem oficial à região, depois de entrar em atrito com os governadores dos Estados, de partidos da oposição.

“Somos todos paraíbas, somos todos baianos”, discursou ao público de apoiadores bolsonaristas que o aguardava sob chuva, do lado de fora do Aeroporto Glauber Rocha, em Vitória da Conquista (BA), numa espécie de comício da inauguração da obra.

 

“É um prazer estar aqui em Vitória, na Bahia. É uma honra hoje eu também ser nordestino cabra da peste.”

Na semana passada, Bolsonaro se envolveu em uma tensão com nordestinos ao ter uma conversa captada por câmeras de TV com o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni.

“Daqueles governadores de ‘paraíba’, o pior é o do Maranhão. Não tem que ter nada para esse cara”, afirmou o presidente, sem saber que estava sendo gravado.

Em meio a uma onda de críticas, Bolsonaro alegou que fazia críticas aos governadores do Maranhão (Flávio Dino, do PCdoB) e da Paraíba (João Azevedo Lins, do PSB).

Governadores da oposição destacaram que o termo “paraíba” é uma forma pejorativa, comum no Rio de Janeiro, para ofender os nordestinos em geral.

“Eu amo o Nordeste. A minha filha tem em suas veias sangue de cabra da peste. Cabra da peste de Crateús, no nosso Estado mais lá para cima, o nosso Ceará”, disse Bolsonaro.

“Não estou em Vitória da Conquista, não estou na Bahia, e nem no Nordeste. Estou no Brasil. Não há divisão entre nós. Sexo, raça, cor, religião ou região… Somos um só povo, uma só raça, um só ideal e um só objetivo: colocar esse grande País no lugar que ele merece.”

Regendo a plateia, Bolsonaro ordenou e causou frisson entre os convidados: “Quem é Nordestino levanta o braço. Quem concorda com o presidente Bolsonaro levanta o braço. Estamos juntos ou não estamos?”.

“Nosso governo não tem muitos recursos. O Brasil está com dificuldades, mas o pouco que temos muito bem empregaremos”, disse Bolsonaro, vestindo no palanque um chapéu de vaqueiro.

“O que não somos é aqueles que querem puxar para trás o nosso Brasil. Lamento não estar presente aqui o governador da Bahia (Rui Costa, do PT), até porque não podemos concordar com quem quer mudar a cor da nossa bandeira. A Bahia e o Nordeste vão crescer porque estão sendo pela primeira vez tratados como iguais. O Brasil é uma só união”.

“Xiitas ambientais”

Durante o discurso, o presidente afirmou ter “repulsa por quem não é brasileiro” e criticou “xiitas ambientais”, que, segundo ele, prejudicam o desenvolvimento do turismo no Brasil e a imagem do país no exterior.

Bolsonaro falava sobre a intenção de revogar a proteção ambiental da Estação Ecológica de Tamoios, no litoral do Rio de Janeiro. 

 

 

Leia mais notícias no  portal www.1001noticias.com.br 

http://www.1001noticiasfm.com/  http://www.1001noticias.com.br/blog/

http://www.tv1001noticias.com.br/  no Youtube e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos.

Você também pode enviar informações à Redação do Portal 1001 Noticias pelo WhatsApp (83) 9 88 66 - 50 11. 

                           

Instagram - https://www.instagram.com/portal1001noticias/

 

 

 

 

Da Redação com Roberto Noticia