Manoel Jr. mantém cruzada por candidatura de Cartaxo: “PSD detém o melhor nome para o governo”

 Ao passo em que os partidos da oposição consolidam suas pré-candidaturas ao Governo do Estado e valorizam o passe até as convenções, o vice-prefeito de João Pessoa, Manoel Júnior (MDB), segue incansável na defesa da candidatura do prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD). A postura do emedebista contraria a decisão da cúpula do MDB, que defende e apoia a pré-candidatura do presidente da legenda, o senador José Maranhão.

Em entrevista concedida na última semana, Manoel Jr. disse que o PSD tem o melhor nome para o Governo do Estado. “É o nome de Luciano Cartaxo que está nas pesquisas quantitativas e qualitativas despontado em primeiro lugar. Quem tem o nome pra cabeça de chapa não pode estar pensando em plano B”, disse o vice-prefeito, ao ser questionado sobre declarações do deputado Manoel Ludgério, que, mesmo compondo os quadros do PSD, defendeu chapa com Romero na cabeça e Cartaxo de vice.

Sem querer criar polêmica, Manoel minimizou tais declarações e ressaltou o papel de Campina Grande na formação da chapa majoritária. “Ludgério é nosso aliado, sem dúvida estaremos juntos no mesmo palanque, Campina Grande precisa ter a indicação de nomes na chapa majoritária. Tem o senador Cássio que é candidato à reeleição, o senador Lira também à reeleição, nomes importantes para compor a chapa, mas vai passar por uma discussão com Aguinaldo (PP), Cássio , Romero, Luciano, Maranhão para que a gente possa chegar a entendimento, que é o que o povo paraibano quer”, finalizou.

Leia mais notícias no portal www.1001noticias.com.br –

http://www.1001noticiasfm.com/ http://www.1001noticias.com.br/blog/

http://www.tv1001noticias.com.br/ no Youtube e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos.

Você também pode enviar informações à Redação do Portal 1001 Noticias pelo WhatsApp (83) 9 88 66 - 50 11.

Da Redação com Roberto Noticia

Na companhia de Cássio e Ruy, Romero vai ao Sertão e reafirma pré-candidatura ao governo

 O prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB), foi ao Sertão do Estado neste sábado (20), dando sequência ao ciclo de visitas que tem realizado em prol da sua pré-candidatura. Acompanhado do senador Cássio Cunha Lima (PSDB) e do presidente do Diretório Estadual do PSDB, o ex-deputado Ruy Carneiro, Romero visitou Princesa Isabel e Maturéia, reafirmando a disposição do partido em torno do seu nome.

Leia também: PSDB mantém nome de Romero, mas não chega a consenso sobre prazo para definição de candidato

Em Princesa Isabel, Romero e comitiva foram recebidos pelo ex-prefeito Sidney Oliveira e a esposa, Flora Diniz, festejada aniversariante do dia. Um outro casal de lideranças políticas de peso também já se encontrava na residência: o deputado estadual João Henrique e esposa, ex-prefeita de Monteiro Edna Henrique, ambos do DEM.

Na companhia do vereador campinense Alexandre do Sindicato (PHS), vice-líder do Governo na Câmara, Romero manteve contato com várias lideranças da região e participou de uma entrevista na Rádio Princesa FM, participando em seguida de um almoço na casa de Sidney.

Maturéia

Em seu retorno para Campina Grande, Romero Rodrigues manteve encontro com o prefeito José Ferreira (PDT), de Maturéia.

Na oportunidade, Romero e Zé Ferreira conversaram sobre as conjunturas estadual e nacional, com especial enfoque no processo sucessório paraibano.

Leia mais notícias no portal www.1001noticias.com.br –

http://www.1001noticiasfm.com/ http://www.1001noticias.com.br/blog/

http://www.tv1001noticias.com.br/ no Youtube e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos.

Você também pode enviar informações à Redação do Portal 1001 Noticias pelo WhatsApp (83) 9 88 66 - 50 11.

Da Redação com Roberto Noticia

Luciano Cartaxo dá prazo para auxiliares decidirem sobre candidaturas até 31 de janeiro

 O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, estabeleceu um prazo para que seus auxiliares decidam se irão se desincompatibilizar dos cargos para lançarem candidaturas para as eleições de 2018. Os secretários e demais ocupantes de cargos comissionados deverão informar o prefeito sobre a desincompatibilização até o dia 31 de janeiro.

De acordo com a Justiça Eleitoral, o prazo final para desincompatibilização de cargos públicos para lançar candidatura é até o dia 7 de abril. Porém, o prefeito sustenta que o prazo foi estabelecido para garantir o cumprimento das metas traçadas para 2018 dando sequência ao plano de trabalho da gestão.

“A recomendação vem no sentido de preservar o ritmo de trabalho, com metas pactuadas que vão além das eleições, trazendo ainda mais resultados para a cidade”, defendeu Luciano Cartaxo. De acordo com o prefeito, nenhum setor, programa ou ação do município podem ser prejudicados em sua continuidade devido à campanha eleitoral.

“A antecipação representa uma importante medida de gestão, que prioriza o trabalho planejado, permitindo que os futuros gestores se apropriem das tarefas a cumprir, coordenadas pelo prefeito”, ressaltou o prefeito.

Leia mais notícias no portal www.1001noticias.com.br –

http://www.1001noticiasfm.com/ http://www.1001noticias.com.br/blog/

http://www.tv1001noticias.com.br/ no Youtube e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos.

Você também pode enviar informações à Redação do Portal 1001 Noticias pelo WhatsApp (83) 9 88 66 - 50 11.

Da Redação com Roberto Noticia

“Não quero morrer antes disso, não”, ironiza RC ao ser questionado sobre presença no governo em junho

 O governador Ricardo Coutinho (PSB) não tem se deixado intimidar pelas pressões em torno do seu futuro político, o que tem sido cada vez mais recorrente em razão da proximidade do prazo de desincompatibilização, caso ele venha a ser candidato nas eleições deste ano. Na última quinta-feira (17), durante abertura do Salão do Artesanato da Paraíba, o governador recebeu com bom humor e respondeu com ironia ao ser questionado se estará a frente do governo na próxima edição do Salão, que será realizado em junho: “Quero estar, vou estar. Não quero morrer antes disso, não”, disse.

Leia também: Ricardo entrega pavimentação da PB-048 e beneficia Pilar e Juripiranga

Ricardo Coutinho assina manifesto “Eleição sem Lula é fraude”

Se decidir se candidatar ao Senado, como é esperado, Ricardo terá que deixar o governo até o próximo dia 2 de abril.
“Eu tenho uma tarefa muito grande. Tenho algumas tarefas, entre elas garantir que o governo que eu represento termine o ano com mais força do que quando começou. Significa dizer que nós temos obras, serviços e ações para inaugurar até o último dia do governo”, disse o governador em entrevista.

Ricardo lembrou o momento difícil da economia e ressaltou o bom desempenho do estado da Paraíba diante do atual cenário. “No meio dessa crise que se instalou, o governo vai entregar 104 obras em um único trimestre e eu ainda vou anunciar um pacote de coisas novas que nós estaremos começando, entre elas a Bica de Sertãozinho, que eu antecipei a ordem de serviço em Mamanguape”, exemplificou.

O governador também aproveitou para alfinetar a oposição e disse que seus adversários não têm mais discurso. “Você percebe que é um governo que conclui uma gestão com um fôlego muito maior do que entrou. Talvez por isso a discussão tenha saído da política. Quem é contra o governo perdeu a discussão. Foram derrotados fragorosamente. Eles não têm mais o que dizer a cerca de políticas públicas, porque para onde você olha você percebe uma evolução. Mesmo no cenário terrível que se instalou no Brasil, conseguimos sair da curva, potencializar e melhorar os nossos indicadores”, comemorou.

Leia mais notícias no portal www.1001noticias.com.br –

http://www.1001noticiasfm.com/ http://www.1001noticias.com.br/blog/

http://www.tv1001noticias.com.br/ no Youtube e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos.

Você também pode enviar informações à Redação do Portal 1001 Noticias pelo WhatsApp (83) 9 88 66 - 50 11.

Da Redação com Roberto Noticia

 

Ex-secretário de RC comenta sobre o “silêncio ensurdecedor” de Lígia: “A partir de abril começará a falar”

 Ele tem autoridade para avaliar o Governo do Estado, porque já esteve atrás do balcão, conhece os personagens e foi testemunha de muitos fatos. Por isso, merece ser levado em consideração o comentário do ex-secretário e professos Lúcio Flávio Vasconcelos, em que aborda o “silencia ensurdecedor” da vice-governadora Lígia Feliciano.

O historiador lembra como, em 2014, Lígia terminou sendo uma espécie de tábua de salvação de Ricardo Coutinho, quando ninguém mais aceitou ser candidato a vice em sua chapa: “Lígia Feliciano foi o contrapeso necessário para enfrentar a força demolidora de Cássio Cunha Lima (PSDB). Sem ela, a derrota de RC era iminente.”

E observa: “Com certeza ela não é a candidata de Ricardo Coutinho. Foi útil para a reeleição em 2014. Agora não é mais. Ligia não detém a total e absoluta confiança e subordinação que o governador exige dos escolhidos para sucedê-lo.”

CONFIRA A ÍNTEGRA DE SEU COMENTÁRIO…
“Silêncio ensurdecedor

Na política, o silêncio é mais eloquente do que as palavras. O gesto mais significativo do que os discursos.
Quem acompanha os bastidores do poder na Paraíba, tem percebido a postura discreta da vice-governadora Lígia Feliciano (PDT). Mas não imóvel.
Ela foi extremamente útil para a reeleição do governador Ricardo Coutinho (PSB) em 2014.
Quando muitos não acreditavam na viabilidade de RC ser reconduzido ao cargo maior do estado, Lígia Feliciano topou o desafio. Aceitou compor a chapa.
Nome forte em Campina Grande, onde atuava como médica, Lígia Feliciano foi o contrapeso necessário para enfrentar a força demolidora de Cássio Cunha Lima (PSDB). Sem ela, a derrota de RC era iminente.
Quando indagada sobre sua possível candidatura ao Palácio da Redenção em outubro de 2018, Lígia disfarça, tergiversiva, sai pela tangente.
Com certeza ela não é a candidata de Ricardo Coutinho. Foi útil para a reeleição em 2014. Agora não é mais.
Ligia não detém a total e absoluta confiança e subordinação que o governador exige dos escolhidos para sucedê-lo.
Caso se confirme a saída de RC do governo para candidatar-se ao senado, Lígia Feliciano assumirá definitivamente a condução do estado.
Ela já é um diferencial na política. Mulher, médica e sem nunca ter exercido nenhum mandato, é uma novidade que pode vir a sensibilizar o eleitorado paraibano, cansado de ver os mesmos de sempre se engalfinhando e se aliando, de acordo com as conveniências pessoais.
A partir de abril, caso ocupe o governo, Lígia Feliciano começará a falar.
E agir.”

Mais em https://goo.gl/uSMyQU

Leia mais notícias no portal www.1001noticias.com.br –

http://www.1001noticiasfm.com/ http://www.1001noticias.com.br/blog/

http://www.tv1001noticias.com.br/ no Youtube e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos.

Você também pode enviar informações à Redação do Portal 1001 Noticias pelo WhatsApp (83) 9 88 66 - 50 11.

Da Redação com Roberto Noticia