A avaliao de aprendizagem como ferramenta de incluso

Fabrício Garcia

Consultor Educacional

A dificuldade de aprendizagem pode estar relacionada a diversos fatores, como: baixa qualidade dos materiais didáticos, ineficiência do professor, erros de estruturação da aula, problemas sócio-emocionais, falta de suporte familiar, distúrbios do aprendizado, entre outros.

O estudante pode apresentar múltiplas causas para justificar o seu baixo desempenho ou apenas um fator pode estar envolvido no processo. A dificuldade de aprendizado pode estar relacionada a aquisição de uma habilidade específica. Assim, um estudante pode ser brilhante no domínio de algumas habilidades complexas e, ao mesmo tempo, ter extrema dificuldade no desenvolvimento de habilidades mais simples.

Isso confunde os professores mais despreparados, que, em muitos casos, ficam literalmente perdidos quando se deparam com alunos com dificuldade de aprendizado.

Ao contrário do que muita gente pensa, os distúrbios ou dificuldade de aprendizagem não são resultantes da baixa inteligência, falta de motivação pessoal ou deficiência visual e auditiva. Hoje, sabe-se que os alunos com dificuldade de aprendizagem podem apresentar distúrbios em áreas cerebrais específicas, que podem estar relacionadas a leitura, a escrita, ao raciocínio matemático, a atenção, as habilidades sociais, etc. Assim sendo, cada indivíduo pode apresentar uma combinação específica de problemas.

Dessa forma, muitos professores não compreendem que estudantes com dificuldade de aprendizagem são capazes de fazer as lições e entender a aula, pois sua inteligência não foi prejudicada.

O que é um distúrbio de aprendizagem?

Trata-se de uma das possíveis causas da dificuldade de aprendizagem. Tais distúrbios se caracterizam pela manifestação de um padrão cognitivo muito abaixo do esperado para um indivíduo em determinada etapa escolar.

As causas não estão relacionadas a aspectos pedagógicos, dessa forma, eventuais mudanças nos métodos didáticos-pedagógicos aplicados a esses estudantes não geram significativa melhoria de aprendizado. Pois a causa do problema geralmente advém de alguma disfunção neurológica, em alguma área do cérebro, gerando dificuldade na aquisição de habilidades específicas.

Criança olhando de maneira confusa para o caderno. As duas mãos na cabeça e o olhar cabisbaixo.

Quais são os principais distúrbios de aprendizagem?

  • Dislexia: os estudantes apresentam dificuldade de leitura. É muito comum, com mais de 2 milhões de casos relatados por ano no Brasil.
  • Disgrafia: os estudantes apresentam dificuldade na escrita. Isso inclui, principalmente, erros de ortografia, como trocar, omitir, acrescentar ou inverter letras.
  • Discalculia: os alunos que enfrentam esse distúrbio são afetados, principalmente, em sua relação com a matemática. Portanto, os sinais envolvem dificuldade em organizar, classificar e realizar operações com números.
  • Dislalia: os alunos que enfrentam esse distúrbio demonstram dificuldades na fala. Eles podem ter alterações da formação normal dos órgãos fonadores, dificultando a produção de certos sons da língua.
  • Disortografia: os alunos que enfrentam esse distúrbio geralmente também são afetados pela dislexia. Ainda que se relacione à linguagem escrita, a disortografia é mais ampla do que a disgrafia. Pode envolver desde a falta de vontade de escrever até a dificuldade em concatenar orações.
  • Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH): Os alunos que enfrentam esse distúrbio apresentam baixa concentração, inquietude e impulsividade. Foi constatado que uma das causas do TDAH é genética e que há implicações neurológicas.

Observe que o diagnóstico das possíveis causas geradoras da dificuldade de aprendizagem é extremamente complexo e deve ser multidisciplinar, envolvendo profissionais da área de saúde e educação. Contudo, o primeiro profissional a se deparar com o problema geralmente é o professor, que tem a difícil missão de fazer a triagem inicial, isto é, identificar o aparecimento de sinais desses distúrbios ou de quaisquer outras causas relacionadas a dificuldade de aprendizagem dos estudantes.

O que atrapalha essa triagem?

Em um estudo recente nos Estados Unidos (Clique aqui para acessar o relatório), apenas 17% dos professores declararam que se sentem adequadamente capacitados por seus programas de formação inicial para atender alunos com dificuldade de aprendizagem. Além disso, esse mesmo estudo identificou que um terço dos professores acredita que os problemas de dificuldade de aprendizagem dos estudantes são causados por mera falta de motivação.

Percebe-se que a baixa qualificação dos professores os levam a perpetuação de mitos e conceitos errados sobre o tema.

Não encontrei dados acerca da realidade brasileira, mas suponho que não seja melhor que a americana.

Como melhorar o atendimento desses estudantes?

O caminho é o diagnóstico precoce do problema.

Bebê brincando com blocos educativos coloridos

Deixar de apoiar os estudantes com dificuldade de aprendizagem, mais cedo, pode gerar consequências catastróficas e imprevisíveis no futuro. Em um estudo recente (Clique aqui para acessar), os cientistas destacaram a necessidade de intervir precocemente nas fases críticas de desenvolvimento cerebral, sob pena relegar o estudante a consequências irreversíveis no futuro.

Exemplificando, verificou-se que as intervenções de leitura para crianças com dificuldades de aprendizagem são duas vezes mais efetivas se realizadas na segunda série, em vez da terceira série. Isso demonstra a importância da intervenção profissional no tempo certo.

Assim, o professor é a peça chave desse processo de diagnóstico. Ele é o responsável por acender a luz de alerta.

A análise dos resultados das avaliações pode ajudar na identificação do problema

Avaliações de estudantes estruturadas a partir de uma matriz de habilidades podem ser o melhor caminho para definição do grau de dificuldade cognitivo dos estudantes acerca de habilidades específicas. Assim, a análise dos resultados das avaliações associada a observação do estudante em sala de aula pelo professor pode ser a fórmula de sucesso para identificar precocemente o problema de dificuldade de aprendizagem.

O problema é que, no Brasil, os professores têm grande dificuldade na implementação de avaliações cognitivas focadas em matrizes de habilidades. Dessa forma, esbarramos, novamente, na questão da qualificação dos professores.

Felizmente, temos tecnologias interessantes que podem ajudar os professores na implementação de avaliações mais qualificadas. O nosso trabalho na Qstione é um bom exemplo disso.

Nossa tecnologia permite a criação de avaliações focadas em habilidades cognitivas específicas, possibilitando a análise de resultados por habilidades individuais. Assim, o diagnóstico da dificuldade de aprendizagem pode ser mais específico e os professores poderão ter mais segurança para encaminhar os estudantes ao atendimento mais especializado e multidisciplinar.

Até o próximo artigo!

Lula no ir mais receber o ttulo honoris causa da UFPB durante visita Paraba dia 26

 A Universidade Federal da Paraíba não irá conferir, como anunciado pelo PT, o título de honoris causa ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, como anunciado pelo partido no próximo dia 26. Segundo a reitora Margareth Diniz, “o ato solene não foi nem cancelado, porque, na verdade, não foi sequer marcado”. Segundo a reitora, a solenidade foi anunciada sem ela ser comunicada.

“Eu expliquei para o pessoal do Instituto Lula, quando entraram em contato comigo, que conferir o título implica na realização de um ato solene, com a presença de todo o colegiado, com as becas e tudo mais. Não é um ato político, com bandeira ou outras manifestações desse tipo. Então, o pessoal do Instituto Lula disse que, diante disso, iria concentrar os esforços na solenidade de entrega do título de cidadão pessoense ao ex-presidente, na Câmara”, explicou Margareth.

O título honoris causa foi conferido a Lula, em 2011, durante o reitorado de Rômulo Polari, com aprovação pelo Consuni (Conselho Universitário). O fato de Lula não receber no próximo dia 26 o título não significa que está anulada a honraria. Ele poderá acertar uma nova data com a Reitoria.

Leia mais notícias no  portal www.1001noticias.com.br -http://www.1001noticiasfm.com/  http://www.1001noticias.com.br/blog/

 http://www.tv1001noticias.com.br/  no Youtube e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos.

Você também pode enviar informações à Redação do Portal 1001 Noticias pelo WhatsApp (83) 9 88 66 - 50 11. 

Da Redação com Roberto Noticia 

Enquanto o Governo fecha, abandona e leiloa escolas, Prefeitura triplica rede municipal de ensino integral

Pode ser que haja semelhanças entre o prefeito Luciano Cartaxo e o governador Ricardo Coutinho, mas há uma diferença marcante entre eles: a prioridade em relação à educação. Ficou evidente quando o prefeito entregou, nesta segunda (dia 17), a Escola João XXIII, de tempo integral, no Alto Mateus. Cartaxo praticamente triplicou as unidades de ensino integral desde que assumiu.

Já o governador… bem, o governador fechou cerca de 300 escolas da rede estadual, abandonou outras tantas e, não satisfeito, agora está terceirizando mais de 600 unidades. E ainda protagoniza um processo de esvaziamento da Universidade Estadual da Paraíba, certamente uma de suas “obras” mais perversas. Então, dá pra ver a diferença entre eles, em detalhes que não fogem ao observador mais simples.

Obras – A Escola João XXIII atende 330 alunos do Ensino Fundamental I e II, nos turnos da manhã e tarde, compreendendo ensino regular e atividades culturais, esportivas e de reforço no segundo turno. O investimento nas melhorias e implantação do novo padrão de qualidade foi de R$ 695.432,27, com ações em toda a infraestrutura da escola.

As obras eram mais uma reivindicação dos alunos, através do Orçamento Participativo Criança e Adolescente. Dentre as várias obras de melhoria da unidade, o ginásio poliesportivo passou por recuperação completa, o estacionamento foi ampliado, com salas de aulas preparadas para climatização e até um escovódromo foi construído.

Leia mais notícias no  portal www.1001noticias.com.br -http://www.1001noticiasfm.com/  http://www.1001noticias.com.br/blog/

 http://www.tv1001noticias.com.br/  no Youtube e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos.

Você também pode enviar informações à Redação do Portal 1001 Noticias pelo WhatsApp (83) 9 88 66 - 50 11. 

Da Redação com Roberto Noticia e Helder Moura 

Populao revoltada: Governo no paga conta, energia cortada e alunos de escola estadual ficam sem aulas

 A população de Pombal está revoltada por conta da suspensão das aulas na Escola Estadual João da Mata, que funciona instalada dentro da Escola Municipal Professor Newton Seixas. As aulas foram interrompidas por causa do corte do fornecimento de energia, ocasionada pela falta de pagamento por parte da Secretaria de Educação do Estado.

Leia mais notícias no  portal www.1001noticias.com.br -http://www.1001noticiasfm.com/  http://www.1001noticias.com.br/blog/

 http://www.tv1001noticias.com.br/  no Youtube e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos.

Você também pode enviar informações à Redação do Portal 1001 Noticias pelo WhatsApp (83) 9 88 66 - 50 11. 

Da Redação com Roberto Noticia e Helder moura