FAÇA-ME O FAVOR!

 Por Alexandre Garcia

 

Eu não peço desculpas pelo que estou postando, pois é realmente assim como me sinto. Por favor, saiba que esta é a minha opinião e não está aberta para debate. Se você não concorda, é sua prerrogativa, mas eu não vou responder a nenhum dos comentários.

Já sobrevivi a 08 eleições presidenciais no Brasil antes de nosso atual presidente Bolsonaro. Em toda a minha vida, nunca vi ou ouvi falar de um presidente sendo examinado sobre cada palavra que ele fala, humilhado pela mídia até a desgraça, caluniado, ridicularizado, insultado, ameaçado de morte, ter por alguns tentado denegrir a imagem de nossa Primeira Dama, e ter seus filhos também insultados e humilhados.

Estou verdadeiramente envergonhado da mídia do meu país. Tenho vergonha dos insuportáveis inimigos de Bolsonaro, que não têm moral, ética ou valores, e da irresponsabilidade dos repórteres que acham que têm o direito de opinar pessoalmente apenas para influenciar suas audiências em uma direção negativa, mesmo se não houver qualquer verdade em sua mensagem.

Todos os outros presidentes foram eleitos e fizeram o juramento de posse, eles foram autorizados a tentar servir este país sem um constante escrutínio negativo de nossas fontes de notícias. SEMPRE PRESSIONADO enquanto as fontes de notícias buscam apenas resultados negativos do nosso Presidente. Isso não servirá ao povo de nosso país, nem criará brasileiros informados. BASTA!! CHEGA!!

ACABOU!! O POVO DE BEM ACORDOU!
Não canso de repetir,se você está num avião e não gosta do piloto, você não torce pra ele cair, torce? ENTÃO FAÇA-ME O FAVOR!!!

Todos que entraram tiveram paz e tempo para trabalhar. Vamos nos unir pelo bem do nosso Brasil. Chega disso! Vamos torcer para que tudo dê certo. De coisas erradas, já estamos vindo desde tempos atrás. Você pode não gostar do presidente, mas torcer contra sua pátria, contra seu povo e contra você mesmo é muita canalhice.

Se concorda comigo, passe para a sua rede de contatos . Se não concorda, finja que não leu, pois, como disse acima, não vou responder a ninguém. 

(Jornalista ALEXANDRE GARCIA, relembrando o papel dos militares na História do Brasil)

Cruz do governo Ricardo Coutinho mancha o governo João Azevedo

 Foi com o discurso de continuidade que João Azevedo chegou ao Palácio da Redenção. Ungido candidato a governador pelo ex-governador Ricardo Coutinho, Azevedo foi eleito eleição e naturalmente manteve muitas peças da gestão passada, mas, assim como colheu as boas coisas da gestão de Ricardo, João tem colhido coisas ruins pela continuidade.

Apesar de ter anunciado coisas boas como um concurso com mil vagas, a entrega de unidades habitacionais e até um empréstimo de R$ 50 milhões de dólares, a atual gestão ver ofuscada as boas notícias pelo escândalo envolvendo a Cruz Vermelha.

O governador até tentou se antecipar: fazendo uma intervenção no Hospital de Emergência e Trauma, porém a Operação Calvário, que apura a atuação de uma Organização Criminosa no desvio de recursos públicos, tem respingado a mancha gerida durante o governo anterior em sua administração.

Não bastasse a rejeição das contas do Hospital de Trauma, gerando multa para o ex-secretário de Saúde, Waldson Sousa, e um ex-diretor do hospital, além da determinação para a Cruz Vermelha, organização social que administra a unidade hospitalar, devolver R$ 8,9 milhões aos cofres públicos, João Azevedo vê um de seus principais braços do governo, a secretária de administração Livânia Farias alvo principal de uma nova fase da Operação Calvário.

Na lealdade ao grupo político que lhe levou ao cargo, Azevedo vem mantendo os investigados nos seus postos no governo, exceto Leandro Nunes que foi pego com a caixa de dinheiro. Pois bem, por manter a cruz que vem lá do governo Ricardo, João vem manchando sua própria gestão. Afinal, em um mundo onde a transparência vem sendo pregado, as manchas da Cruz Vermelha, no governo que tem as artes de campanha eleitoral na cor laranja, acaba deixando marcas ruins na gestão de João.

Resta saber até quando o governador vai levar esta cruz. Ao que parece, o caminho do calvário ainda é grande  e, se nada mudar, pode ser interpretado como a mesma coisa?

Leia mais notícias no  portal www.1001noticias.com.br 

http://www.1001noticiasfm.com/  http://www.1001noticias.com.br/blog/

http://www.tv1001noticias.com.br/  no Youtube e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos.

Você também pode enviar informações à Redação do Portal 1001 Noticias pelo WhatsApp (83) 9 88 66 - 50 11. 

 

Da Redação com Roberto Noticia e Ecliton Monteiro 

A vida não precisa ser só trabalhar, pagar contas e morrer!

 Somos muito cobrados o tempo todo. O TEMPO TODO.

Tem que ir bem na prova, tem que passar de ano, tem que entrar numa faculdade boa, tem que fazer um curso renomado, arranjar um bom emprego, ter um bom currículo, ganhar mais que os seus amigos. 

Eu, pessoalmente, nunca entendi essa pressão toda em arranjar um bom emprego aos 20 e tantos anos de idade. É ensinado que sucesso na vida é ter um cargo alto, numa empresa reconhecida, com vários subordinados. Crescemos acreditando fielmente nisso.

E daí, se você vai se tornar uma pessoa depressiva, mega competitiva e materialista? Se você tá ganhando dinheiro é isso que importa, né? 

Não!

A vida não deveria ser só estudar, trabalhar, ganhar dinheiro e morrer.

Não nascemos neste mundo maravilhoso, cheio de lugar diferente, pessoas singulares, comidas exóticas, para viver num escritório, todos os dias das 9h às 18h. 

Eu, por exemplo, me considero uma pessoa muito bem sucedida. Nunca trabalhei em multinacional, pedi demissão de todas as empresas em que entrei e nunca ganhei nenhum salário de dar inveja. Mas me considero muito melhor sucedida do que todos os meus amigos de terno e gravata que recebem mais de 5 salários mínimos por mês. Já pulei de paraquedas, dei aula de inglês para monges no interior da Índia, fui para países que a maioria das pessoas nunca nem ouviu falar, faço trabalho voluntário, mochilei completamente sozinha sem direção, morei em vários países, fui roubada e fiquei sem dinheiro nenhum em outro continente sem ninguém pra me ajudar. Isso não conta como experiência? Isso não deveria ser perguntado em entrevistas de emprego?

Vocês não são os currículos de vocês. Vocês não são as empresas multinacionais que trabalham. Vocês não são o salário que ganham. Vocês são o que vivem. As pessoas que vocês conhecem. Os livros que vocês lêem. Os lugares que vocês vão. As experiências que vocês têm.

Gente, vá trabalhar como garçonete, juntar dinheiro e viajar o mundo. Vá fazer trabalho voluntário. Escrever um livro, mesmo que não seja publicado. Lute por uma causa que você acredite, mesmo com o mundo inteiro te achando louca por isso (nessa eu sou profissional). Plante uma árvore, sei lá…

Louco é quem, aos 20 e tantos anos, está preso no trânsito indo trabalhar. Vendo as mesmas pessoas. De frente para o mesmo computador.

Leia mais notícias no  portal www.1001noticias.com.br 

http://www.1001noticiasfm.com/  http://www.1001noticias.com.br/blog/

http://www.tv1001noticias.com.br/  no Youtube e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos.

Você também pode enviar informações à Redação do Portal 1001 Noticias pelo WhatsApp (83) 9 88 66 - 50 11. 

 

Da Redação com Roberto Noticia e Amanda Areias

 

DESORDEM INSTITUCIONAL

 Passou o carnaval e o governo Bolsonaro ainda não se deu conta do seu caráter parasitário e da sua desordem nadacondizente com o quesito administrar, pois até o momento só se vê bate-boca entre o pai presidente e os filhos parlamentares. Essa falta de ar puro, dmuita afobação e disse-me-disse, vai custar caro.

Até o ex-presidente Fernando Henrique Cardosodisse com toda a fala que “todo início de governo é desordenado, mas o atual está abusando”. Segundo FHC, os familiares do presidente não podem colocar “lenha na fogueira”, pois o fogo afeta o país.

Ora, o filho mais velho Flávio Bolsonaro não tem nenhuma moral para se utilizar de ataques infundados, cujo objetivo precípuo é o de gerar notícias sensacionalistas, pois precisa mesmo é explicar sobre o escândalo de seu assessor Fabrício Queiroz, após o Coaf descobrir movimentações atípicas em suas contas; O Eduardo Bolsonaro, irrelevante como parlamentar, mas bom de ofensa,disse em bom som que para fechar o STF basta um cabo e um soldado, no que obrigou o Messias a pedir desculpas à Suprema Corte. Já o Flávio Bolsonaro chamou o ministro Gustavo Bebianno de mentiroso.

Sem esquecer de alguns ministros, que vem causando vexames:

escolhido para o cargo de ministro da Educação, o filósofo colombiano Ricardo Vélez Rodríguez, que é um ferrenho crítico das idéias do pernambucano Paulo Freire, chamou os brasileiros de ladrões e disse que eles roubam até hotéis quando viajam ao exterior: O brasileiro viajando é um canibal. Rouba coisas dos hotéis, rouba assento salva-vidas do avião; ele acha que sai de casa e pode carregar tudo. Esqueceu essa autoridade, que a terra dele é conhecida no mundo inteiro, apenas em razão do tráfico de drogas.

O ministro disse ainda que vai acabar com as cotas e com a universidade pública; E ainda tem aquela estória de cantar o hino nacional nas escolas, pedir autorização dos pais para que seus filhos sejam filmados, e ao final pronunciar o slogan de campanha do seu Jairsó não conseguiu porque seu abuso de poder foi alvo de denúncia.

A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, disse num vídeo que viralizou nas redes sociais, ter visto Jesus subindo numa goiabeira, e que “meninos vestem azul e meninas vestem rosa”. Ou seja, a ministra de Bolsonaro virou meme na internet.

Outro desconhece personagens importantes da História do Brasil, quando não soube dizer quem foi Chico Mendes.

E o pior: há quem outorgue a responsabilidade dos erros desse governo aos filhinhos do presidente, na tentativa de eximí-lo. Mas afinal, quem é o Chefe? Não é à toa que o vice Hamilton Mourão andou falando por  que o “presidente vai botar ordem na rapaziada”. Só não se sabe quem vai botar ordem no presidente né Mourão!

Prá completar o firo, vem os áudios das conversas entre o presidente Jair Bolsonaro com o Gustavo Bebianno, onde o presidente se utiliza de desculpas desprovidas de lógica para demitir o ex-ministro, usando inclusive os filhos para criar um clima adequado.

O fato é que, há uma crise política e administrativa nas hostes palacianas, e com isso, governar que é bom, nada.

E essa última atitude do presidente em postar um vídeo em rede social com cenas em que o tweet considerou como de “conteúdo sensível”, e que gerou revolta entre internautas, foge dos termos da instituição presidência da República.

Parece que o governo ainda não tomou posse, pois ainda está vivendo e aprendendo a jogar.

 Por Demétrius Faustino

Carnaval: você sabe que fazer quando vir uma mulher de seios de fora?

 É bem provável que neste carnaval você dê de cara com mulheres de seios de fora. Um misto de empoderamento, ousadia, liberdade e desobediência civil. As minas não estão pra brincadeira. Ou melhor, estão sim, do jeitinho que elas querem.

Mas nunca é demais avisar que nudez não é convite. O papinho de que foi assediada porque estava com tal roupa ou sem roupa datou. Cada uma veste o que quiser e beija quem quiser, se quiser. Isso está na cartilha básica martelada há alguns anos.

Tá, mas voltando ao manual de sobrevivência do nu: você está lá, carnavalizando e de repente vem aquela moça sem blusa. O que você faz? Na verdade o melhor é dizer o que você não faz. Você não agarra, nem encosta nela em hipótese alguma. Pense que uma mulher nua é tipo uma santa, precisa respeitar de longe, reverenciar apenas. Você também não grita nada pra ela, nem elogio e nem crítica. Silêncio, neste caso, é respeito e respeito é o que elas estão buscando. Dá pra entender? Os peitos estão de fora para lutar por igualdade, não por sacanagem.

Se aproximar e pedir pra tirar uma foto é controverso. Com respeito e humildade você pode pedir e ver se ela deixa, mas jamais tire foto sem ela autorizar. Aliás, isso vale pra qualquer pessoa, né? Sair fotografando os outros sem avisar é péssimo. Não dê uma de inocente, sabemos bem que essas fotos vão parar nos grupos de zap e daí pro mundo é um pulo. Não é porque a moça está de peito em riste que quer virar meme. Entender isso te joga lá na frente no tabuleiro do respeito e da ética.

Chamar os amigos e criar um roda em volta dela, jamais! Isso equivale a um coelhinho no meio de um roda de hienas babonas. É apavorante e não tem graça nenhuma. Se imagine no meio de uma roda de lutadores de jiu-jitsu bêbados. Pois então.

Se você chegou até aqui e ainda está se perguntando, "mas se não pode nada, então por que ela está de peito de fora?", sugiro que nem saia na rua neste carnaval. Mas vou tentar mais um pouco: ela está de seios de fora porque ela quer, assim como há vários marmanjos desfilando sem camisa nos blocos. Ela está de peito de fora para brigar por direitos iguais e isso envolve não ser importunada. A busca é exatamente essa, estar assim e nada acontecer. A busca é normalizar a nudez, essa coisa que acompanha todos nós, sempre, a vida inteira e (como pode?) ainda causa tanto espanto quando exposta.

Daí alguém vai dizer: "mas se ela está sem blusa é porque quer chamar atenção". Sim! E pode olhar, porque é pra isso mesmo. Pra admirar, pra idolatrar, contemplar. Aproveita e repara também que as mulheres trans são mesmo mulheres. Deslumbre-se com as bichas e leve essa aura de alegria e liberdade pra casa. Porque não é só você que gosta de carnavalizar tranquilamente, do seu jeito, sem ninguém te importunando.

Leia mais notícias no  portal www.1001noticias.com.br 

http://www.1001noticiasfm.com/  http://www.1001noticias.com.br/blog/

http://www.tv1001noticias.com.br/  no Youtube e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos.

Você também pode enviar informações à Redação do Portal 1001 Noticias pelo WhatsApp (83) 9 88 66 - 50 11. 

 

 

Da Redação com Roberto Noticia  


** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL